O tema Política Públicas de Alimentação e Nutrição faz a interface entre outros dois campos tradicionais do conhecimento em saúde: a Nutrição e a Saúde Coletiva. Nas estruturas curriculares dos cursos de graduação em Nutrição no Brasil, tem sido expresso em disciplinas denominadas Nutrição em Saúde Pública, Nutrição Social. Essas disciplinas têm pilares que envolvem a Epidemiologia Nutricional, Ciências Humanas e Sociais em Alimentação e Nutrição e Políticas de Alimentação e Nutrição.
Os autores historiam e analisam os avanços e recuos dessas políticas no Brasil, demonstrando sua essencialidade para assegurar os direitos humanos à saúde e à alimentação. Prosseguem analisando a promoção de saúde por meio da promoção da alimentação saudável e discorrendo criticamente sobre a educação alimentar e nutricional. Na sequência, examinam, em detalhe, os programas de incentivo ao aleitamento materno e promoção da alimentação complementar saudável, a atenção nutricional e a integralidade do cuidado em saúde, as iniciativas voltadas ao controle da desnutrição, das carências de micronutrientes e da obesidade. A obra enfrenta, ainda, com grande competência, temas complexos, como a judicialização em saúde e a regulação e controle dos alimentos. Aborda também a formação da força de trabalho, imprescindível para a implementação das políticas públicas de alimentação e nutrição.

Políticas públicas de alimentação e nutrição
R$97,00
Quantidade
Políticas públicas de alimentação e nutrição R$97,00

Conheça nossas opções de frete

O tema Política Públicas de Alimentação e Nutrição faz a interface entre outros dois campos tradicionais do conhecimento em saúde: a Nutrição e a Saúde Coletiva. Nas estruturas curriculares dos cursos de graduação em Nutrição no Brasil, tem sido expresso em disciplinas denominadas Nutrição em Saúde Pública, Nutrição Social. Essas disciplinas têm pilares que envolvem a Epidemiologia Nutricional, Ciências Humanas e Sociais em Alimentação e Nutrição e Políticas de Alimentação e Nutrição.
Os autores historiam e analisam os avanços e recuos dessas políticas no Brasil, demonstrando sua essencialidade para assegurar os direitos humanos à saúde e à alimentação. Prosseguem analisando a promoção de saúde por meio da promoção da alimentação saudável e discorrendo criticamente sobre a educação alimentar e nutricional. Na sequência, examinam, em detalhe, os programas de incentivo ao aleitamento materno e promoção da alimentação complementar saudável, a atenção nutricional e a integralidade do cuidado em saúde, as iniciativas voltadas ao controle da desnutrição, das carências de micronutrientes e da obesidade. A obra enfrenta, ainda, com grande competência, temas complexos, como a judicialização em saúde e a regulação e controle dos alimentos. Aborda também a formação da força de trabalho, imprescindível para a implementação das políticas públicas de alimentação e nutrição.