Como integrante do corpo docente do primeiro curso de nutrição do Serviço de Alimentação da Previdência Social(SAPS), hoje Escola de Nutrição da Unirio, fui titular da disciplina Técnica Dietética desde 1943. Reuni o material das apostilas baseadas em extensa bibliografia, daquela época, inclusive das fontes estrangeiras em que se originaram os cursos de nutrição (Estados Unidos, Argentina e Inglaterra, onde tive oportunidade de realizar minhas especializações); tudo isso foi editado em um livro com o título Técnica Dietética – Ciência e arte na cozinha, de 1963 até 1979 (a 3ª edição). Neste interim, a matéria foi regida, em diferentes oportunidades, pela insigne colega Emília de Jesus Ferreiro, que fora aluna do primeiro curso de nutrição do SAPS, estando hoje entre as eméritas pioneiras da profissão de nutricionista.
Novas edições se seguiram, com modificações e acréscimos. O avanço da ciência e da tecnologia vem oferecendo novos recursos tanto de itens “alimentares” quando dos instrumentos mecânicos ou eletroeletrônicos disponíveis para manipulação – transformação no preparo e serviço dos alimentos. Dessa forma estende-se à necessidade da pesquisa nas diferentes áreas do conhecimento abrangendo várias especialidades. Este foi o critério adotado, em princípio, até a 7ª edição.

Técnica dietética

R$112,00
Técnica dietética R$112,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Como integrante do corpo docente do primeiro curso de nutrição do Serviço de Alimentação da Previdência Social(SAPS), hoje Escola de Nutrição da Unirio, fui titular da disciplina Técnica Dietética desde 1943. Reuni o material das apostilas baseadas em extensa bibliografia, daquela época, inclusive das fontes estrangeiras em que se originaram os cursos de nutrição (Estados Unidos, Argentina e Inglaterra, onde tive oportunidade de realizar minhas especializações); tudo isso foi editado em um livro com o título Técnica Dietética – Ciência e arte na cozinha, de 1963 até 1979 (a 3ª edição). Neste interim, a matéria foi regida, em diferentes oportunidades, pela insigne colega Emília de Jesus Ferreiro, que fora aluna do primeiro curso de nutrição do SAPS, estando hoje entre as eméritas pioneiras da profissão de nutricionista.
Novas edições se seguiram, com modificações e acréscimos. O avanço da ciência e da tecnologia vem oferecendo novos recursos tanto de itens “alimentares” quando dos instrumentos mecânicos ou eletroeletrônicos disponíveis para manipulação – transformação no preparo e serviço dos alimentos. Dessa forma estende-se à necessidade da pesquisa nas diferentes áreas do conhecimento abrangendo várias especialidades. Este foi o critério adotado, em princípio, até a 7ª edição.