Sepse para Enfermeiros, As Horas de Ouro - Identificado e Cuidando do Paciente Séptico surge em 2ª nova e atualizada edição, cuja continuidade bem atesta o vigor e a afetividade de seu conteúdo.

Sua importância reflete a gravidade dos indicadores da Sepse no Brasil:

a) aumento de 1,5% ao ano da incidência
b) taxa de mortalidade de 34,4% na sepse grave
c) taxa de mortalidade de 65,3% no choque séptico
Dentre os inúmeros conteúdos atualizados, dois merecem destaque: (1) a mudança do pacote de manutenção (pacote das 24 horas), onde a Drotrecogina Alfa Ativada foi banida e retirada do mercado pela própria indústria farmacêutica. (2) Ênfase especial também está sendo dada ao abordarmos a disfunção neurológica na sepse, pois o tema foi trabalhado de forma detalhada para o enfermeiro, profissional que está a beira do leito 24 horas e em condições de realizar de modo acurado a avaliação mais detalhada do nível de consciência do doente crítico, de acordo com os mais exigentes princípios de enfermagem baseada em evidências.

É sob a seriedade desas ocorrências que a Sepse para Enfermeiros indica o objetivo nuclear do Enfermeiro; o cuidar, sendo obra multidisciplinar, reflete o trabalho coletivo de enfermeiros, médicas intensivistas, infectologistas, médicos especializados em sepse e fisioterapeutas intensivistas.

Sepse para enfermeiros

R$142,00
Sepse para enfermeiros R$142,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Sepse para Enfermeiros, As Horas de Ouro - Identificado e Cuidando do Paciente Séptico surge em 2ª nova e atualizada edição, cuja continuidade bem atesta o vigor e a afetividade de seu conteúdo.

Sua importância reflete a gravidade dos indicadores da Sepse no Brasil:

a) aumento de 1,5% ao ano da incidência
b) taxa de mortalidade de 34,4% na sepse grave
c) taxa de mortalidade de 65,3% no choque séptico
Dentre os inúmeros conteúdos atualizados, dois merecem destaque: (1) a mudança do pacote de manutenção (pacote das 24 horas), onde a Drotrecogina Alfa Ativada foi banida e retirada do mercado pela própria indústria farmacêutica. (2) Ênfase especial também está sendo dada ao abordarmos a disfunção neurológica na sepse, pois o tema foi trabalhado de forma detalhada para o enfermeiro, profissional que está a beira do leito 24 horas e em condições de realizar de modo acurado a avaliação mais detalhada do nível de consciência do doente crítico, de acordo com os mais exigentes princípios de enfermagem baseada em evidências.

É sob a seriedade desas ocorrências que a Sepse para Enfermeiros indica o objetivo nuclear do Enfermeiro; o cuidar, sendo obra multidisciplinar, reflete o trabalho coletivo de enfermeiros, médicas intensivistas, infectologistas, médicos especializados em sepse e fisioterapeutas intensivistas.