Antibióticos e Quimioterápicos para o Clínico surge agora em sua 3ª edição totalmente revista e atualizada, ou seja, apenas oito anos após o seu lançamento, sucesso que muito bem dimensiona a sua aceitação por parte de seu público leitor. 
Esta nova edição mantém integralmente a linha didática na abordagem do texto, na sistematização e itemização dos capítulos, que bem definem seu principal e maior objetivo: servir ao médico de qualquer especialidade a internos e residentes de Medicina que, no dia a dia de seu trabalho, deparam-se com quadros infecciosos e que, após firmarem o diagnóstico, necessitam de linha de tratamento a ser seguida. Não obstante, frequentemente lhes falta um livro, objetivo e direto, com informações bastante atualizadas sobre os medicamentos, sua ação e seus mecanismos sobre o agente infeccioso, as alternativas possíveis quando do aparecimento de patógeno resistente e os potenciais efeitos adversos produzidos pelo fármaco. 
Faltam, ainda, ao público médico, informações sobre o antimicrobiano que melhor se ajuste à faixa etária do paciente, seus eventuais limites, ao se considerar as intercorrências de doenças de base clínica ou cirúrgica, ou fisiologicamente restritivas, como no caso das afecções hepáticas e renais. 
Em aditamento, o público médico carece de informações sobre interações medicamentosas e doses de ajuste para o paciente. Nesta obra, tudo isso se encontra de modo conciso, objetivo, bem delineado, direto. 
Antibióticos e Quimioterápicos para o Clínico, 3ª edição, relaciona os nomes comerciais dos produtos existentes no mercado nacional, encontrados na RENAME (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais) com sua apresentação genérica, quando disponível, e as especialidades farmacêuticas de referência, de acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) do Ministério da Saúde do Brasil. 
A 3ª edição compõe-se de 31 capítulos e de um livreto contendo as chamadas Tabelas de Consulta Rápida (são 24 tabelas). 
Antibióticos e Quimioterápicos para o Clínico, 3ª edição, seguirá, sem nenhuma dúvida, o percurso de aceitação e sucesso já contemplado, como texto de referência obrigatória na bibliografia médica nacional.

Antibióticos e quimioterápicos para o clínico

R$398,00
Antibióticos e quimioterápicos para o clínico R$398,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Antibióticos e Quimioterápicos para o Clínico surge agora em sua 3ª edição totalmente revista e atualizada, ou seja, apenas oito anos após o seu lançamento, sucesso que muito bem dimensiona a sua aceitação por parte de seu público leitor. 
Esta nova edição mantém integralmente a linha didática na abordagem do texto, na sistematização e itemização dos capítulos, que bem definem seu principal e maior objetivo: servir ao médico de qualquer especialidade a internos e residentes de Medicina que, no dia a dia de seu trabalho, deparam-se com quadros infecciosos e que, após firmarem o diagnóstico, necessitam de linha de tratamento a ser seguida. Não obstante, frequentemente lhes falta um livro, objetivo e direto, com informações bastante atualizadas sobre os medicamentos, sua ação e seus mecanismos sobre o agente infeccioso, as alternativas possíveis quando do aparecimento de patógeno resistente e os potenciais efeitos adversos produzidos pelo fármaco. 
Faltam, ainda, ao público médico, informações sobre o antimicrobiano que melhor se ajuste à faixa etária do paciente, seus eventuais limites, ao se considerar as intercorrências de doenças de base clínica ou cirúrgica, ou fisiologicamente restritivas, como no caso das afecções hepáticas e renais. 
Em aditamento, o público médico carece de informações sobre interações medicamentosas e doses de ajuste para o paciente. Nesta obra, tudo isso se encontra de modo conciso, objetivo, bem delineado, direto. 
Antibióticos e Quimioterápicos para o Clínico, 3ª edição, relaciona os nomes comerciais dos produtos existentes no mercado nacional, encontrados na RENAME (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais) com sua apresentação genérica, quando disponível, e as especialidades farmacêuticas de referência, de acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) do Ministério da Saúde do Brasil. 
A 3ª edição compõe-se de 31 capítulos e de um livreto contendo as chamadas Tabelas de Consulta Rápida (são 24 tabelas). 
Antibióticos e Quimioterápicos para o Clínico, 3ª edição, seguirá, sem nenhuma dúvida, o percurso de aceitação e sucesso já contemplado, como texto de referência obrigatória na bibliografia médica nacional.