Antes era fácil- fácil demais - levar uma molécula nova para testes em hospitais. Agora, e engrenagem entre centro de pesquisas hospitais, empresas e governo move-se lentamente e com rigor, filtrando erros que poderiam ser prejudiciais á saúde pública.
Desde o início do século XX, três brasileiros - dois médicos e um químico - seguiram as regras científicas de desenvolvimento de fármacos, menos rigorosas que as atuais, e criaram medicamentos que foram usados por milhares de pessoas.
Depois deles, nenhuma molécula biologicamente ativa e original contra o câncer nascida em ambientes acadêmicos ou não acadêmicos conseguiu vencer todas as etapas de desenvolvimento e obter e aprovação para uso amplo.
Um dos propósitos deste livro é motivar a reflexão sobre a capacidade criativa de cientistas brasileiros e a importância da articulação entre especialistas de centros de pesquisas biomédicas , órgão de governo de governo e empresas, de modo que as possibilidades de novos tratamentos que se mostrarem não sejam perdidas.

 

Número de páginas:
210
Ano de publicação:
2019

A Guerra Contra o Câncer no Brasil

R$87,00
A Guerra Contra o Câncer no Brasil R$87,00
Entregas para o CEP:

Meios de envio

Antes era fácil- fácil demais - levar uma molécula nova para testes em hospitais. Agora, e engrenagem entre centro de pesquisas hospitais, empresas e governo move-se lentamente e com rigor, filtrando erros que poderiam ser prejudiciais á saúde pública.
Desde o início do século XX, três brasileiros - dois médicos e um químico - seguiram as regras científicas de desenvolvimento de fármacos, menos rigorosas que as atuais, e criaram medicamentos que foram usados por milhares de pessoas.
Depois deles, nenhuma molécula biologicamente ativa e original contra o câncer nascida em ambientes acadêmicos ou não acadêmicos conseguiu vencer todas as etapas de desenvolvimento e obter e aprovação para uso amplo.
Um dos propósitos deste livro é motivar a reflexão sobre a capacidade criativa de cientistas brasileiros e a importância da articulação entre especialistas de centros de pesquisas biomédicas , órgão de governo de governo e empresas, de modo que as possibilidades de novos tratamentos que se mostrarem não sejam perdidas.

 

Número de páginas:
210
Ano de publicação:
2019